Paróquia São José / Arquidiocese de Palmas-TO - (63)-3217-1192
Missa de envio das pastorais e movimentos e inicio do Cerco de Jericó serão celebrados nesta terça – feira na Paróquia São José
17 de February de 2019

Acontece nesta terça-feira, 19 de fevereiro, a missa de envio das pastorais e movimentos da Paróquia São José, para os trabalhos da igreja.  A celebração, às 19h30, será conduzida pelo Pe. José Renilton, pároco da igreja, que na oportunidade abençoará a todos de maneira muito especial .

Cerco de Jericó

A celebração de envio das pastorais e movimentos também marca o inicio do Cerco de Jericó, realizado na paróquia todos os anos, por ocasião dos Festejos de São José. O Cerco é destinado a todos os fiéis, bem como as pastorais e movimentos da Paróquia, que são convidados a viver uma semana intensa de adoração, oração, reza do terço e leitura da Palavra de Deus, pedindo ao Espirito Santo que fortaleça cada vez mais a igreja sustentada na fé em Deus que tudo pode realizar em nossas vidas.

O Cerco de Jericó será realizado entre os dias 19 e 26 de fevereiro, na Capela do Santíssimo Sacramento da Paróquia São José, com a exposição de Jesus Eucarístico para adoração durante sete dias e noites sem interrrupção.

Entenda

A explicação do nome “Cerco de Jericó” está num fato do Antigo Testamento que mostra a conquista da cidade de Jericó pelos judeus, liderados por Josué (Js 6,1ss). Josué foi formado por Moisés, desde sua juventude, para substituí-lo. A Bíblia revela que a mesma força que estava com Moisés, esteve também neste jovem, que ao assumir o encargo de dar continuidade na tomada de posse da terra prometida, recebeu a autoridade espiritual e o governo sobre as tribos de Israel.

Jericó era uma cidade fortificada e inacessível, com imensas muralhas ao redor. Na conquista de Jericó, encontra-se o exército de Israel desanimado diante da imensa dificuldade de tomar aquela cidade. O desânimo já havia tomado conta de muitos que duvidavam da promessa de Deus. Esta promessa dizia que não seria pela força humana que aquela cidade seria conquistada, mas Deus mesmo é quem agiria.

O plano da vitória foi revelado por Deus, de um modo concreto e detalhado. Durante seis dias o povo deveria dar uma volta em torno da cidade. No sétimo dia, sete voltas. Josué e todo Israel executaram fielmente as ordens recebidas. Durante a sétima volta, ao som da trombeta, todo o povo levantou um grande clamor e, pelo poder de Deus, as muralhas de Jericó caíram.

Lúcia Brito/Pascom São José

Comentários

Seja o primeiro a comentar esse conteúdo! Comentários são submetidos a moderação.

Adicionar Comentário