Paróquia São José / Arquidiocese de Palmas-TO - (63)-3217-1192
Comunidade São Miguel inicia programação dos festejos em honra ao santo padroeiro
14 de September de 2018

Entre os dias 20 e 29 de setembro, a comunidade São Miguel Arcanjo celebra seu 17⁰ festejo em honra ao santo padroeiro. Assistida pela Paróquia São José – Matriz de Palmas, a comunidade, localizada na quadra 712 Sul, traz uma ampla programação marcada por vigília, realização de bazar, nove dias de novena seguidos de missas, além de quermesses.

De acordo com a coordenadora da comunidade São Miguel Arcanjo, Delmira Cavalcante da Luz, já neste sábado, 15, antecedendo às atividades oficiais dos festejos, tem a vigília logo após a missa, às 19h30, no domingo, 16, será realizado um bazar, na capela de São Miguel, a partir das 8h, e todos são convidados a participar das ações em comemoração ao santo protetor do povo de Deus.

"A nossa comunidade traz o nome de São Miguel justamente para que proteja nossos lares contra as coisas ruins deste mundo, a exemplo das drogas, violência e prostituição. E com a graça de Deus e do Anjo muitas coisas foram vencidas em nossa quadra, pois sabemos que São Miguel venceu a batalha contra Satanás e seus seguidores, e ele é o defensor dos amigos de Deus e o protetor de seu povo. Então, convido a todos para estarem conosco, em oração, ao longo desses dias de festejos, como também para nos confraternizarmos nas quermesses, onde haverá barracas com comidas deliciosas, tudo em honra ao padroeiro de nossa comunidade, juntamente com os anjos Gabriel e Rafael”, frisou a coordenadora.

Serviço

17⁰ Festejos da Comunidade São Miguel

Data: 20 a 29/09

Local: Quadra 712 Sul, Alameda 05

Horário: novena e missas todos os dias às 19h

Quermesse: dias 22, 23 e 29/09

Missa em Ação de Graça de São Miguel: Dia 29/09 às 19h30

História

São Miguel  Arcanjo é o príncipe da Milícia Celeste .“Houve uma grande batalha: Miguel e seus anjos lutaram contra o Dragão. O Dragão também lutou, junto com seus anjos, mas foram derrotados, e não houve mais lugar para eles no céu (Apocalipse, 12, 7-8)”.

São Miguel Arcanjo, como revela o Arcanjo Gabriel a Daniel (Dn.10,21), desde o inicio da história da Salvação é apresentado como o defensor do povo de Deus – no Antigo Testamento, o Povo Judeu e no Novo Testamento a Igreja de Cristo – manifestando-se nos momentos decisivos de sua  história.

Por este motivo, atribuímos a São Miguel Arcanjo todas as interferências na história do Povo Escolhido. Na Epístola de São Judas, quando São Miguel Arcanjo, discutindo com o Diabo, disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda. São Miguel Arcanjo, por ordem de Deus, queria que o sepulcro de Moisés permanecesse oculto; o diabo, por sua vez, procurava torná-lo conhecido, a fim de despertar no Povo Judeu a idolatria, por influência dos povos pagãos vizinhos.

Lúcia Brito - Pascom

Comentários

Seja o primeiro a comentar esse conteúdo! Comentários são submetidos a moderação.

Adicionar Comentário