Paróquia São José / Arquidiocese de Palmas-TO - (63)-3217-1192
Formação
Textos formativos

Coroa para uma Rainha

23 de October de 2014 0 comentário(s) Criar Click Artigos

Iranilde Gonçalves (Dedé)

Na história da vida humana de Jesus, Maria tem o papel fundamental.  Seu "Sim” sela a encarnação do Filho de Deus como homem e com sua aceitação ela demonstra que é possível uma pessoa fazer de sua vida uma constante escuta da vontade de Deus (fonte: www.amaivos.com.br).

 

Envolvidos por um sentimento fraterno e de fé, os devotos de Nossa Senhora celebram um dos mais especiais momentos da vida cristã. Todo final do mês de maio a coroação da Mãe Rainha mexe com todos, e aflora os mais diversos sentimentos.

Conta a história, que a coroação de nossa senhora iniciou-se há um século, se tornando uma tradição na igreja católica. Já a devoção a Nossa Senhora no Brasil, teve inicio no Vale do Paraíba, em outubro de 1717, quando ela apareceu a três pescadores. Ao jogar a rede, esperando pescar peixes, se depararam com um tronco de imagem. Depois pescaram também a cabeça da imagem. Até então, não haviam pescado nenhum peixe, daí em diante a pesca se tornou farta. Em agradecimento, eles construíram próximo ao rio, uma capelinha para colocar a imagem. Alguns anos mais tarde, substituída por uma capela maior. Depois de muitos anos, foi construída no local uma Igreja. (Trata-se da chamada “Basílica Velha”, que até hoje é aberta aos fiéis). O fato é datado de 1888. Atualmente Basílica, “Santuário Nacional”, instituída por Dr. Plinio, sendo inaugurada em 1980.

 

A partir dessa data, a devoção a Nossa Senhora ganhou milhares de devotos, se estendendo a todo Brasil, todos na certeza que Nossa Senhora os ouvirá e intercederá, concedendo-lhes graças, marcando assim a vida da igreja. “Nossa senhora foi coroada em ato solene como Rainha do Brasil, em 08 de setembro de 1904, na presença de muitos membros do Episcopado nacional. De acordo com um decreto da Santa Sé, Nossa Senhora Aparecida passou a ser Rainha do Brasil. Depois, em julho de 1930, Pio XI declarou Nossa Senhora Aparecida Rainha e Padroeira do Brasil”. (fonte: catoliscismo.com.br)

  

Todo ano, as crianças do Brasil se transformam em anjos, com um significado todo especial de pureza, realizando em muitas paróquias, a tradicional Coração de Nossa Senhora. No Tocantins, esse gesto é um momento emocionante, que nos remete a sentimentos inexplicáveis. Os sentimentos se multiplicam em: Desejo de estar mais próximo de Deus, e da Mãe de Jesus; Fortalecimento da fé; Certeza de sua interseção por nós e Presença do Espírito Santo. Seja como for o sentimento, ele é divino, pois tudo nos leva ao amor maior, que é a busca pela perfeita comunhão com Deus.

Para os devotos de Nossa Senhora, o mês de maio é um dos mais importantes do ano, pois é nesse mês, mais precisamente no final de maio, que todos voltam os olhares para aquela que é a Rainhas das rainhas. Todo ano, Nossa Senhora é lembrada em cerimônia especial. Os devotos fazem festa para coroar aquela quem primeiro experimentou o Amor Maior, por meio do “Espírito Santo”. Maria, aquela que foi, é, e sempre será exemplo de fé, entrega e sinal de obediência.

Quem foi Maria?

 

Maria: filha, mulher, mãe.  Filha de pais fiéis a Deus, recebeu deles a educação que lhe abriu o coração para conhecer o Pai do Céu e escutar-Lhe as palavras.  Mulher, engajou-se no seu tempo a prestar atenção aos anseios daqueles que a cercavam e soube fazer de seu serviço uma interceder contínuo pela humanidade.  Mãe, constituiu a personalidade de seu único Filho, ensinou-lhe os passos e fundamentou seu conhecimento de Deus com aquilo que lhe era revelado.  Maria humana, gente, pessoa, que com todas as limitações próprias de sua natureza pode dizer "sim" e ensinar à humanidade a também dizer "sim". (Trecho extraído do site:www.catlicismo.com.br)

 

Por que Maria se tornou exemplo e até hoje recebe lugar de destaque?

 

Ela conquistou um lugar de destaque por escolher o caminho do verdadeiro amor, por viver conforme a vontade de Deus. Ela foi quem primeiro experimentou Deus, doando sua vida inteiramente sem pedir nada em troca. Aceitando sua missão de Mãe do Salvador. Por isso, Maria sempre terá lugar de destaque e jamais será esquecida. Portanto toda família deve tê-la como exemplo, seguindo os passos e os caminhos que ela nos deixou, porém é preciso reforçar, que a obediência é a maior das virtudes. (por Iranilde Gonçalves – Dedé)

Comentários

Este Artigo não possui comentários ou o Administrador do Sistema ainda não autorizou a publicação dos comentários submetidos!!!

Adicionar Comentário